PREFEITURA E DRS SE REÚNEM PARA DEBATER O AUMENTO DOS CASOS DE DENGUE PDF Imprimir E-mail

alt

 

A Secretaria Municipal de Saúde realizou nesta sexta-feira (22/03), no Paço Municipal, uma importante reunião com a participação de vários setores envolvidos no enfrentamento das arboviroses e com a presença de representantes do Departamento Regional de Saúde de Araraquara (DRS III) que representa 24 municípios.
 
Foram apresentados os dados da incidência da Dengue no município, que conta hoje com 774 casos confirmados, nenhum óbito, nenhum caso para Chikungunya, Zika ou febre amarela, porém existe um aumento exponencial do número de casos no município, como em todo o estado de São Paulo, o que acende um sinal de alerta no controle da proliferação do mosquito Aedes aegypti.
 
Também foram revisados o atendimento, o acolhimento desses pacientes que chegam nas unidades de saúde, os procedimentos após a confirmação da infecção, como a hidratação que é importante no processo da recuperação do paciente, parcerias com os hospitais e farmácias, e a criação da sala de situação onde cada setor da administração vai atuar para que o cenário epidemiológico seja o mais controlado possível.
 
Denise Martins, diretora de Vigilância e Saúde, ressalta as atividades desenvolvidas pelo município e a importância da participação da população no combate ao mosquito.  “Estamos desenvolvendo várias ações diretas de enfrentamento, com a capacitação dos agentes de endemias, visitas às residências, orientação para população, trabalho com as crianças nas escolas por meio da Secretaria de Educação, limpeza de várias áreas, mutirões em áreas onde temos um número maior de casos, discutindo estratégias para conter o aumento desses números, bem como de casos graves que possam levar a óbitos”, relatou a diretora.
 
Denise explicou, ainda, que semanalmente as áreas de atuação são atualizadas. “Vamos atualizando, estamos também atuando, melhorando os dados que hoje são online e descentralizados para que possamos dar uma resposta mais rápida nesse enfrentamento e chegar em uma definição se o município realmente entrará em estado de emergência ou não, porém o mais importante é que a população faça o seu dever de casa diante desse número de casos”, finaliza a diretora.
 
Jôra Porfírio, secretária de Saúde, ressalta a importância desses encontros reunindo todas as pastas e a DRS III, facilitando o contingenciamento dos casos de Dengue no município. “São Carlos não registrou óbito, os casos suspeitos foram descartados, porém o aumento no número de casos preocupa, estamos com visitas constante nas casas e ações para acabar com a proliferação do mosquito”.
 
Isabela Sedenho, diretora de Regulação da DRS, relata que a Dengue não se combate apenas com a saúde, precisa de uma conscientização de todas as áreas. “Hoje a DRS III tem uma situação confortável frente ao estado, estamos fazendo inúmeros movimentos para continuar nessa situação e a compreensão do papel de cada área é fundamental nesse processo”.
 
São Carlos já tem registradas esse ano 2.793 notificações para Dengue, com 774 casos positivos, sendo 727 autóctones e 47 importados. Para Chikungunya foram registradas 35 notificações, com 22 casos descartados e 13 aguardando resultado de exame. Para Zika foram registradas 16 notificações, com 16 casos descartados e para Febre Amarela foram registradas 2 notificações, com 2 casos descartados.
 
Também participaram representantes da Secretaria de Serviços Públicos e do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de São Carlos (SAAE), além da Secretaria de Saúde de Araraquara.
 
(22/03/2024)