CURSO GRATUITO DE FORMAÇÃO PARA PROFESSORES TEM INSCRIÇÕES ABERTAS EM SÃO CARLOS PDF Imprimir E-mail

 

Município foi escolhido para sediar a 3ª edição do Projeto Diálogos que Conectam. Programação inclui 3 encontros presenciais, mentoria online e aulas gravadas
 
O Projeto Diálogos que Conectam abre inscrições gratuitas para professores do Ensino Infantil e Fundamental I da rede municipal de ensino de São Carlos. O curso oferece três encontros presenciais no ano, mentoria online e 43 horas de aulas gravadas. As inscrições podem ser feitas pela internet, até o dia 1º de abril, no link https://docs.google.com/forms/d/1rqsNSN0QkwYiwyGbAf2XVPs9A-dDdX4YbweZexgJO7g/viewform?edit_requested=true.
O objetivo do projeto é ampliar o conhecimento dos profissionais da Educação no campo da Psicopedagogia, promovendo o desenvolvimento de competências e estratégias que poderão ser aplicadas por professores nas salas de aula, principalmente nas questões que envolvem indisciplina, dificuldade de aprendizagem, inclusão e contato com as famílias dos estudantes.
 
Realizado pelo Instituto EP, com gestão da Girassol Caminhos Criativos, o projeto tem parceria com a Secretaria de Educação de São Carlos e oferece certificação para os participantes. O curso, que ocorrerá de abril a novembro, será conduzido pela pedagoga Gleice Máira Alves. 
 
Mestre em Educação pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio), Gleice é pós-graduada em Arteterapia na Educação, Neuropsicopedagogia e Terapia Sistêmica. Professora da rede municipal do Rio de Janeiro, é especialista em comportamento da criança e do adolescente e criadora do método Tessituras, que vem preparando centenas de professores para lidar melhor com os desafios em sala de aula.
 
O curso foi elaborado com base em seis pilares: Comunicação Não Violenta, Disciplina Positiva, Educação Socioemocional, Mindset, Pedagogia Sistêmica e Neurociência. "Esses pilares preparam os professores para entender como funciona o cérebro do estudante e como se processam os comportamentos desafiadores. A proposta é torná-los aptos a minimizar tais comportamentos, cultivando uma relação mais conectada com os estudantes e com seus familiares, tendo como resultado uma sala de aula leve e sem indisciplina", explica Gleice. 
 
Após o primeiro momento de entendimento dos conceitos, cada um poderá escolher a melhor forma de aplicação em sua escola. Para auxiliar nesse processo, Gleice fará uma mentoria com os participantes a fim de acompanhar o andamento das ações. 
 
TERCEIRO ANO DE EXPERIÊNCIA - As primeiras edições do Projeto Diálogos que Conectam ocorreram em Cosmópolis (SP) e Poços de Caldas (MG). “Eu acho que com todo esse conhecimento, a Gleice trouxe uma transformação primeiro para nós, como seres humanos e professores, para nos conhecermos melhor e trabalharmos os nossos sentimentos, para depois transmitirmos isso aos alunos. Foi um trabalho completo”, relata Emanoelle Bocca, professora da rede municipal de Cosmópolis. 
 
Para a diretora do Departamento de Formação Continuada Docente e Profissional de São Carlos - CEFPE, Ozana Aline Barbosa, o projeto será mais uma importante ferramenta para os professores de São Carlos e toda a comunidade escolar, promovendo reflexões e estratégias para lidar com os desafios.
 
“Durante o processo de ensino/aprendizagem, o professor enfrenta, cada vez mais, desafios dentro e fora da sala de aula, principalmente nas questões que envolvem as relações escola/aluno e família, dificuldade de aprendizagem, entre outras. Esse projeto será de grande importância para a nossa Rede, enriquecendo, ainda mais, o conhecimento pedagógico dos nossos profissionais, aprimorando o trabalho já desenvolvido nas nossas unidades escolares, trazendo discussões pertinentes, novas metodologias e contribuindo para a melhoria do desempenho escolar dos nossos alunos”, afirma. 
 
A Prefeitura de São Carlos acolheu prontamente a proposta do Projeto Diálogos que Conectam. “A Administração Municipal, por meio da Secretaria Municipal de Educação, reconhece e apoia todos os projetos voltados para a formação continuada dos nossos docentes, porque acredita, firmemente, que isso contribui tanto para o crescimento pessoal e profissional do cidadão, nossos servidores públicos municipais, valorizando-os na sua jornada profissional, como também na aplicação do ensino para nossos alunos, propiciando, cada vez mais, uma educação municipal de qualidade para a população atendida”, justifica a secretária municipal de Educação, Paula Knoff.
 
E complementa: “A sociedade existe porque o diálogo existe e, sem dúvidas, o projeto “Diálogos que Conectam” possibilitará aos professores aprofundar esse conhecimento sobre o aluno e vice-versa, conectando-os ainda mais à comunidade escolar, facilitando a exploração de suas habilidades, assim como reforçando o elo entre o aprendiz e o professor”.
 
(22/03/2024)