SECRETÁRIA FALA DA APRESENTAÇÃO DO PLANO DIRETOR À COMUNIDADE E PEDE SUGESTÕES PDF Imprimir E-mail
altA secretária municipal de Habitação e Desenvolvimento Urbano (SMHDU), Lauanna Campagnoli, participou nesta terça-feira (18), na rádio Universitária (102,1), do programa Assunto do Dia, onde falou sobre a apresentação da primeira parte do Plano Diretor Estratégico Municipal.
 
Na entrevista concedida ao radialista José Antônio, Lauanna solicitou que a população participe com sugestões da revisão do plano que definirá, por até dez anos, o crescimento ordenado da cidade. “Tivemos um retorno muito positivo da nossa primeira apresentação, envolvendo a sociedade sobre o macrozonamento e a preservação dos mananciais”, explicou a secretária. “Para que as pessoas entendam melhor o que é o Plano Diretor, nós o disponibilizamos no portal oficial da Prefeitura de São Carlos, com um link de sugestões”, completou.
 
Sobre as próximas reuniões e o que vai ser revisado do Plano Diretor desenvolvido pela Universidade de São Paulo (USP), Lauanna adianta que o próximo passo é o zoneamento das áreas de proteção hídricas municipais, como a Represa do 29 e a Bacia do Jacaré Guaçú. “Vamos estudar também como está a mobilidade urbana, o saneamento e as diretrizes viárias de São Carlos”, explicou. 
 
Questionada sobre para onde a cidade deverá crescer, a secretária respondeu para “as áreas norte e oeste”. 
 
Lauanna finalizou a entrevista ressaltando seu empenho e de sua Secretaria, para a finalização do Plano, junto ao Núcleo Gestor. “Estudei muito sobre isso. Estou empenhada 100% nessa questão, para que nossos vereadores possam receber este Plano com bastante clareza e votem com bastante precisão”, comentou.
 
A população que quiser enviar sugestões ao Plano Diretor Municipal poderá acessar ao site www.saocarlos.sp.gov.br e clicar no link ao lado direito da tela, “Plano Diretor Estratégico”, ou encaminhar um ofício no e-mail Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo. . “Pretendemos, no próximo passo, visitar os Centros Comunitários e alguns bairros para ouvirmos quem vive, realmente, os problemas diários na cidade”, finalizou. 
 
(18/03/2014)